COMO MONTAR MEU CARDÁPIO DE PÁSCOA

No vídeo de hoje a gente vai falar sobre cardápio de Páscoa.

Lucre com Chocolate o Ano Todo

Conheça a melhor maneira de trabalhar com chocolate e gerar uma renda extra

Quero gerar renda extra com Chocolate!

Se deve ser um cardápio mais enxuto ou se mais variado, se é melhor trabalhar com cobertura ou com chocolate. Se chocolates com ou sem recheio e outras dúvidas que podem estar passando na sua cabeça.

Não estou trazendo receitas aqui hoje, o que eu quero é compartilhar com você algumas ideias de como montar o seu cardápio de Páscoa de uma maneira otimizada, de uma forma que você consiga gerenciar os processos de sua produção sem perder a cabeça e nem clientes.

As ideias que vou trazer nesse post servem para você que já tem um negócio, mas está pensando em criar um menu especial de páscoa, ou pra você que ainda está pensando em aproveitar essa data especial pra começar a trabalhar com chocolate e ganhar uma renda extra. E cá pra nós, não existe época melhora para isso!

Então vamos pro post?

OS TRÊS FATORES

A criação do seu cardápio vai depender de 3 fatores:

  1. O tipo de cliente que você tem.
  2. A forma que você quer se posicionar no mercado.
  3. E claro, a sua capacidade de produção.

O tipo de cliente é sem dúvidas o que mais vai afetar o seu cardápio, porque é a partir dele que você vai definir o tipo de produtos que vamos trabalhar, se serão produtos com ingredientes mais caros ou mais acessíveis, se vai precisar de embalagens mais caprichadas ou até mesmo se seus produtos precisarão ter ou não um acabamento mais sofisticado e caprichado.

Por exemplo, para clientes que procuram preço baixo acima de tudo não vai importar se o seu ovo de páscoa é feito com chocolate belga e que tenha uma aparência impecável, porque pra ele isso é inviável, ele não vai querer comprar. O que ele procura é um produto saboroso, sim, mas barato.

Se ele vai priorizar o preço, então você precisará usar ingredientes mais acessíveis. E ele precisa ter uma aparência deliciosa, claro, mas não necessariamente sofisticada, então a embalagem também não precisa ser algo muito dispendioso. Pode ser simples, porém, caprichadinho.

Já aquele tipo de cliente exigente, que quer qualidade não importa o custo, ele procura algo delicioso, isso sim, mas ele procura mais do que isso. Procura um mimo, uma joia em forma de chocolate, algo que impressione na aparência e que cause um efeito UAU.

Esse tipo de cliente exigente quer o melhor do melhor, então ele vai priorizar um produto que seja feito com os melhores ingredientes, vai priorizar a melhor embalagem, a melhor aparência, tudo precisa estar perfeito para ele porque é isso que ele valoriza. Ele pensa da seguinte forma, se o dinheiro dele está pagando por algo realmente especial então isso vale o custo.

Agora, para aquele tipo de cliente que gosta do intermediário, nem tão caro e especial porque e nem o produto mais baratinho, ele vai procurar por produtos que ele considere um meio termo entre esses dois que eu comentei.

Ele quer o melhor dos dois mundos. Nem tanto ao céu nem tanto ao mar. A melhor qualidade possível, pelo preço mais acessível. E é esse o tipo de cliente que a gente mais encontra. Só que ele é fácil de ser confundido com o primeiro, o que prioriza o preço baixo, porque é claro que ele também quer uma qualidade melhor, só que não está disposto a pagar por ela e é essa diferença sutil que você terá de perceber.

Definir seu público então é a tarefa inicial antes de montar seu cardápio, afinal tudo precisa ser feito para agradar esses potenciais compradores.

Depois disso, é preciso decidir como vamos nos posicionar no mercado, ou seja, você precisará escolher se vai chamar o cliente pelo preço ou pelo valor agregado.

A grande maioria das pessoas opta por se posicionar pelo preço, mesmo trabalhando com produtos mais caros, feitos para o tipo de cliente mais exigente, porque acredita que ninguém vai querer pagar um preço muito alto em seu produto. É comum que a gente pense assim principalmente   quando a se está recém começando.

Mas isso é um erro. Você precisa saber se posicionar no mercado pra atrair o cliente certo.

Por último, qual é a sua capacidade de produção?

É, isso também isso influencia.

Vejo muitos profissionais que estão começando agora e criam “mil e uma” opções para os clientes, e isso pode ser muito prejudicial se você trabalha sozinho por exemplo.

Imagina se você consegue muitas vendas de diferentes clientes e cada produto diferente do outro. Imagina o estoque que vai precisar ter para suprir essa demanda, além de isso nos trazer um enorme cansaço físico e emocional, de ter que dar conta de tudo, não é vantajoso porque acaba que temos investir em um estoque variado de confeitos e decorações e até ingredientes para os recheios e dificilmente usamos tudo, ou seja, você acaba ficando com dinheiro parado ali no estoque o que vai te dar uma impressão de que o negócio não está dando retorno. Isso sem nem pensar em prejuízo por perda de ingredientes.

E estando sozinha, fica complicado gerenciar toda a produção de produtos muito variados afinal de contas a maioria das vezes os Ovos de páscoa não tem uma data de validade tão ampla, como nos casos de ovos trufados e de colher, e que precisam ser recheados e finalizados o mais perto da entrega para garantir o frescor... e isso demanda tempo.

Quanto mais variedade de sabores e de produtos você tiver, trabalhando sozinha mais confusão tende a ter na hora de finalizar e entregar para o cliente.

Dá pra fazer com uma variedade enorme? Até dá, mas exige uma organização bem maior e por experiência própria eu te digo que um cardápio grande traz mais dor de cabeça do que lucro.

Então o que eu sempre recomendo é criar um cardápio simples que seja fácil gerenciar, com uma produção prática e ágil e com ingredientes que se conversem entre si e de preferência com recheios que você possa saborizar e utilizar em mais de um produto.

Por exemplo, ovo trufado branco pode virar ovo trufado de Oreo, basta acrescentar oreo na trufa branca do recheio. Pode virar Dois amores se utilizarmos a trufa branca e a escura, e assim por diante.

TAMANHOS QUE VOCÊ PRECISA TER DISPONÍVEIS

Dito isso, vamos começar a falar dos tamanhos que você precisa ter disponíveis.

Eu gosto de ter sempre 2 opções de tamanho. Pra não precisar ter um estoque enorme de embalagens.

Caixas para ovos de tamanho 350g e para ovos de 100 ou 250 gramas, que é uma opção mais acessível.

É legal ter também pelo menos 3 tipos de produtos, por exemplo, uma para ovos de colher, que já são tradicionais, eu diria que hoje em dia esse é o carro chefe.

Um para ovos trufados que podem ser ou simples, ou pintados com manteiga de cacau, isso vai depender do público que você quer atingir, viu como é importante começar pensando nisso?

E eu recomendo pelo que se tenha no cardápio os ovos simples, com casca sem recheio e bombons maciços dentro porque esse tipo de produto tem alta durabilidade e você pode ter de pronta entrega!

E também porque sempre existem aqueles que gostam mais do chocolate do que do recheio.

E eu me incluo nessa turma.

A turma do Fit também gosta desse tipo viu? Chocolate 70 por cento com nuts é a preferida deles porque tem menos calorias e muitos benefícios nutricionais. Então ter essa opção no cardápio é super interessante!

OTIMIZE A SUA PRODUÇÃO

Por falar em produtos de chocolates maciços ou com nuts para pronta entrega nós podemos trabalhar com bombons e barrinhas rústicas, coelhinhos.

Isso é legal porque é aquele tipo de presente lembrancinha para quem não está disposto a gastar muito mas procura algo de qualidade.

Esses são produtos que a gente pode antecipar e que não nos demandam um estoque grande, afinal pra produzir eles usaram ingredientes que já usamos nos ovos de páscoa.

Percebe como essa organização é importante?

Otimizar a produção para não perder nem ingrediente e antecipando, podemos ter pronta entrega para aquela turminha que compra de última hora e até pra oferecer ao cliente na hora que ele vem retirar uma encomenda, a maioria deles não resiste a mais uma comprinha, principalmente se o produto estiver bem atraente.

JÁ TRABALHO COM OUTROS DOCES, PRECISO RENOVAR MEU CARDÁPIO?

Se você já trabalha com doces, faça uma auto análise de como foram as vendas no ano passado para estar renovando o cardápio. Clientes gostam de novidade então uma análise das vendas vai te ajudar descobrir os que mais venderam e os que não saíram tanto para que você possa substituir essas opções que não tiveram tanta venda por novidades que podem te fazer vender mais.

CARDÁPIO ENXUTO

Independente de qual o seu tipo de cliente, ou de como quer se posicionar, o cardápio mais eficiente é o cardápio enxuto pensado de forma inteligente.

Colocar 15 ou 20 variedades de sabores no seu cardápio, além de ser ruim pra fazer a gestão do estoque e da produção, por incrível que pareça também é ruim para a venda.

Isso porque, o cliente acaba ficando indeciso, fica perguntando mil e uma informações que ajudem ele a decidir, o que acaba te tomando muito tempo, afinal você precisa parar a produção para atender ele. E o pior, se ele perceber que você está atendendo com pressa ou pouca paciência ele pode acabar desistindo da compra por conta disso. Então o melhor mesmo é evitar essa situação de indecisão e dando a ele poucas e boas opções, facilitando assim a escolha.

Quando mais fácil deixar o processo de compra para seu cliente, maiores são as chances de fechar a encomenda, e reduzir o tempo de decisão dele pode fazer uma grande diferença para isso.

FINALIZANDO

O que achou desse post?

Eu espero que ele tenha ajudado, e que ele te ajude a tornar a sua Páscoa melhor e mais lucrativa.

E se esse post te ajudou de alguma forma, não esquece de deixar seu like que me deixa tão feliz, meu muito obrigada pelo seu carinho de ter lido esse post até o final, um beijo bem doce pra você e até o próximo post.

Tags:
Lucre com Chocolate o Ano Todo

Descubra como em apenas alguns minutos você será capaz de encontrar preço certo de venda dos seus produtos e dar adeus aos prejuízos

Quero precificar do jeito certo

Olá, deixe seu comentário para A PÁSCOA ACABOU?

Enviando Comentário Fechar:/

Você está a um passo de Dominar o Chocolate

Dominando o Chocolate é um treinamento que vai te ensinar de forma simples e dinâmica, a dominar o chocolate em 10 dias ou menos.

Quero Saber Mais
  • Para amantes do chocolate

    Pra quem ama o Chocolate e sempre sonhou em produzir chocolates de qualidade em casa, para presentear amigos e parentes, ou apenas por hobby, mas sem interesse de vender.

  • Para empreendedores

    Pra quem quer gerar uma renda extra, abrir o próprio negócio de chocolates ou pra quem já tem um negócio de doces, mas quer enriquecer o seu cardápio com produtos de chocolate com maior qualidade.

  • Para profissionais

    Pra quem deseja se capacitar profissionalmente para trabalhar na área seja em ateliês de doces, chocolaterias, confeitarias, hotéis ou patisseries.

Quero Saber Mais